Como ter um Relacionamento Feliz e Saudável

Casal de idosos em um relacionamento feliz e saudável

É objetivo quase que universal ser feliz, ter um relacionamento saudável e construir uma vida bem sucedida. Entretanto, chegar nesse equilíbrio geralmente é um caminho longo, com algumas dificuldades e superações. Muitas pessoas que descrevem seus relacionamentos como bem sucedidos afirmam que não é uma questão de sorte. É preciso esforço, dedicação e paciência para se construir uma boa vida a dois. Os parceiros que querem ter um relacionamento feliz e de sucesso compartilham a intenção de ter um relacionamento forte. Eles seguem com essa intenção com suas palavras e ações.

Apesar de quererem, muitas pessoas não sabem o que precisam fazer para mudar ou melhorar a sua relação. Elas se acomodam. Empurram com a barriga as suas vidas, vão levando dia a dia, como se ela e o outro fossem obrigados a ficar para sempre ali. E isso não acontece. O outro ou você mesmo, pode querer ir embora. Assim, é sabido que para se construir um relacionamento sólido não é uma tarefa fácil, por isso, é preciso ter consciência de que é necessário muito esforço.

Casais felizes tem a consciência um do outro

Cada um de nós tem uma história de vida única, com nossos anseios, preocupações, medos, valores e preferências. Saber que o que é importante pro outro, não é importante para si mesmo, mas, ainda assim, entender e respeitar é fundamental. Como também, reconhecer que cada um tem as suas necessidades e expectativas, é um grande passo para uma relação saudável.

Talvez você se incomode porque o seu marido/esposa é inseguro ou ciumento. Ele pode ser mais relaxado e você mais preocupada, ou ainda, ele é mais imediatista e você não. Independente da situação, você poderia argumentar e insistir na mudança, rotulá-lo e criar uma discussão. Mas, você pode respeitá-lo. Você deve entender que  apesar de não gostar desse defeito, ele tem. É preciso respeitar e aceitá-lo. Faça o seu melhor para que ele saiba que os pontos fracos e a vulnerabilidade dele serão cuidadosamente respeitados por você.

Casais felizes se respeitam e se somam

Qualidade do tempo juntos não é negociável

Casais estáveis sabem a importância que o tempo que eles despendem juntos.  Mesmo escolhendo terem filhos e empregos exigentes, eles se comprometem a manter a qualidade do tempo que tem só para eles. Eles não criam desculpas e justificativas, como filhos, trabalho, família, eventos sociais ou qualquer outra coisa. É preciso ter consciência de que sempre existirão pessoas e situações que tomarão o nosso tempo, mas é preciso priorizar e se organizar. Acordar mais cedo para tomarem  um café da manhã juntos, enquanto as crianças não acordam, ou dormir mais tarde, depois de ter colocado os filhos para dormir; Ir ao cinema em um dia que agendarem para sair mais cedo do trabalho; almoçarem juntos na semana ou fugir para um café no meio tarde. É preciso se esforçar e abrir mão de algumas coisas.

As regras se aplicam a eles também

Em vários ambientes do nosso dia a dia, usamos as regras do “por favor” quando precisamos pedir algo, “desculpas” quando causamos algo desagradável para o outro ou um “obrigado” para mostrar o quanto estamos gratos pela ação do outro. Os parceiros que buscam uma relação bem sucedida utilizam essas regras nos seus relacionamentos. As gentilezas aplicadas a estranhos são usadas dentro de casa. Muitas vezes é esquecido o reconhecimento dos esforços e dedicação do outro. Não é porque ele sabe o que você gostaria de dizer, que você não precisa dizer. É preciso apreciar em voz alta para que os parceiros sejam vistos e ouvidos.

Atenção física e afeto não é colocado em banho-maria

Ter um relacionamento feliz e saudável é aprender a respeitar as diferenças.Muitos estudos trazem o quanto o sexo regular e consistente é importante para os casais. Entretanto, com a correria do dia a dia, filhos, estresse e trabalho sabemos o quão difícil isso pode ser para os casais. Relacionamentos bem sucedidos não tem tempo para falar sobre isso como qualquer outra pessoa, mas eles não se acomodam e adiam por conta dos compromissos diários, ao contrário, eles se comprometem a continuar conversando.

As pessoas têm ritmos e impulsos sexuais diferentes e períodos de sem sexo podem acontecer. Esse é um tema delicado e deve ser respeitado, conversado e compreendido. Os parceiros de relacionamentos saudáveis não permitem que os desafios do cotidiano impactem e influenciem as trocas de afeto, eles vão continuar trabalhando nisso. Dão abraços um ao outro, mantém os beijos e cumprimentos mais carinhosos, sentam-se próximos, dão as mãos e se tocam dentro e fora do quarto para manter essa conexão.

Relação não é perfeitamente dividido em 50/50

Nos consultórios uma das discussões mais frequentes entre casais é quem fez o que, um faz mais que o outro, quem faz mais, quem faz menos, quem não se esforça. Casais conscientes entendem que ambos tem responsabilidades, mas não é possível manter a longo prazo os 50%-50% constantemente. Eles sabem que tem responsabilidades e que os atos de um lado vai impactar e gerar consequências para o outro lado e vice-versa. Poderão ocorrer momentos em que um lado precisará se encarregar de 70% e o outro 30%, e em outros momentos o outro se encarregar de 90% e o parceiro(a) 10%, no entanto, essas situações devem se equilibrar e nunca ser só um lado sobrecarregado. Nos relacionamentos bem sucedidos é possível perceber que há parceria e companheirismo e equilíbrio entre as responsabilidades e preferências de um e do outro.

Relacionamento feliz e saudável é construção.

Confiam nas boas intenções do outro

Quando nos sentimos abandonados é muito fácil perder o controle e criarmos histórias sobre as ações e palavras do outro. Quando alguém nos diz alguma coisa, faz ou deixa de fazer algo, rapidamente podemos nos sentir ameaçados e tristes. Quando nos sentimos assim, frequentemente somos inundados com pensamentos negativos: “Ele(a) não se importa comigo”; “Ele só pensa em si mesmo”; “Ele não é honesto” etc. Pessoas em relacionamentos construtivos, reavaliam os seus pensamentos, tomam um fôlego e se questionam sobre esses pensamentos predominantemente negativos, afinal, elas confiam no parceiro(a), reconhecem que existem momentos em que cometemos erros e nem sempre isso é o reflexo de como o seu companheiro(a) o enxerga e lida com relacionamento. É preciso ter consciência da relação, mesmo se sentindo mal.

Bom relacionamento envolve trabalho e estão comprometidos a fazerem isso

Para ter um relacionamento feliz e saudável é preciso companheirismo e amor.

Poucos neste mundo apenas têm sorte e tem a sua felicidade entregue a eles. A verdadeira felicidade é uma escolha. SER FELIZ em seu relacionamento é uma escolha. Trabalhar para torná-lo melhor a cada dia é uma ESCOLHA. Os casais felizes e bem sucedidos escolhem serem felizes e eles escolhem se dedicar e se esforçar para isso.

Texto traduzido e adaptado por Psicóloga Camila Reis em 27/07/2016.

FONTE: http://lifevise.com/happy-successful-relationship-depends-just-one-thing/

O que achou do artigo? Comente e compartilhe!

Imagem: Pinterest